Geral
22.10.2013

A cada vida salva em tratamento de câncer, 10 diagnósticos podem ser excessivos

A detecção precoce de tumores de crescimento lento pode resultar em cirurgias, quimioterapia e radioterapia desnecessárias

Foto: Ministério da Saúde
Exames de câncer podem detectar cânceres que nunca vão progredir ou causar sintomas
Exames de câncer podem detectar cânceres que nunca vão progredir ou causar sintomas

A maioria dos pacientes não está sendo informada por seus médicos sobre as riscos que correm de um tratamento excessivo como reflexo do resultado de exames de câncer.

A afirmação é de estudo realizado no Max Planck Institute for Human Development, em Berlin (Alemanha). Embora exames de câncer possam detectar a doença numa fase precoce, quando é mais tratável, eles também podem detectar cânceres que nunca vão progredir ou causar sintomas. A nova pesquisa adverte que a detecção destes tipos de câncer de crescimento lento, pode resultar em cirurgias, quimioterapia e radioterapia desnecessárias.

O estudo mostrou que quase 59% dos participantes disseram que iriam continuar a submeter-se ao acompanhamento da doença, mesmo sabendo que os resultados dos testes levam a 10 casos de diagnóstico excessivo para cada vida salva pelo tratamento contra o câncer.

Outro destaque do estudo foi que apenas 9,5% dos participantes foram informados sobre a possibilidade de excessos pelos médicos.

O levantamento, realizado pelos pesquisadores Odette Wegwarth e Gerd Gigerenzer, analisou 317 homens e mulheres com idades 50-69 anos, em uma pesquisa online, para saber quantos tinham haviam sido alertado pelos médicos sobre a possibilidade deste diagnóstico e tratamento excessivos. Eles também foram questionados sobre até que ponto eles seguiriam estas indicações após se submeterem a uma triagem inicial.

Segundo os pesquisadores, os resultados do estudo mostram que os médicos não seguem um padrão ao aconselhar seus pacientes sobre a possibilidade do exagero no diagnóstico.

Fonte: Isaude.net