Foto Saúde
10.10.2013

Segundo ONU, um a cada cinco idosos têm desordem neurológica

Com uma população que deve chegar a 2 bilhões em 2050, idosos precisam de apoio de cuidadores e familiares

Foto: UCSF
Saúde mental dos idosos também pode ser afetada por abusos físicos e maus-tratos
Saúde mental dos idosos também pode ser afetada por abusos físicos e maus-tratos

Nesta quinta-feira (10), Dia Mundial da Saúde Mental, as Nações Unidas emitiram um alerta sobre as condições das pessoas com 60 anos ou mais. O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirma pelo menos um a cada cinco idosos sofrem de desordens mentais ou neurológicas, como demência ou depressão.

O secretário ainda destacou que o estigma impede muitas pessoas de procurar ajuda e que o apoio dos familiares é essencial.

"Os idosos, na maior parte, podem ter pré-disposição para a depressão. Usualmente, a solidão e muitas vezes, a falta de condições econômicas e sociais pode potencializar a doença. As famílias são fundamentais para detectar os sinais de crise das pessoas já com o diagnóstico da doença depressiva ou bipolar. E também em tratar, ajudar os idosos, com a medicação que é prescrita." O médico lembra ser importante que os pacientes tomem os medicamentos todos os dias e na hora indicada.

O Secretário-Geral destacou, ainda, que a saúde mental também pode ser afetada por abusos físicos e maus-tratos. Ban Ki-moon lembra que em maio, a Assembleia Mundial da Saúde adotou um plano de ação que vale até 2020. A meta é promover respostas eficazes aos problemas de saúde mental e conscientizar sobre as necessidades sociais e de saúde em todos os estágios da vida, da primeira infância até as idades mais avançadas.

Segundo informações das Nações Unidas, em 2050 o mundo terá 2 bilhões de idosos.

Fonte: ONU