Ciência e Tecnologia
30.09.2013

Estudo associa consumo de carne ao aumento de todas as causas de mortalidade

Os autores examinaram a associação da carne vermelha, carne processada e consumo de aves, com o risco de morte prematura

Foto: Istockphoto
Carne vermelha, especialmente a processada, contém ingredientes associados a doenças crônicas, cardiovasculares e ao câncer
Carne vermelha, especialmente a processada, contém ingredientes associados a doenças crônicas, cardiovasculares e ao câncer

Uma dieta rica em carne tem vários benefícios potenciais mas, segundo comprovaou pesquisa recente, tem sérios efeitos adversos em decorrência do alto teor de colesterol e ácidos graxos saturados (risco de doença cardíaca coronária) e ferro (risco para câncer de cólon devido à formação endógena de compostos N-nitrosos no trato gastro-intestinal).

Neste estudo, os autores examinaram a associação entre carne vermelha, carne processada e consumo de aves, com o risco de morte prematura, em quase 450 mil homens e mulheres sem câncer prevalente, acidente vascular cerebral ou infarto do miocárdio, e com informações completas sobre dieta, tabagismo, atividade física e índice de massa corporal. Os participantes do estudo tinham entre 35 e 69 anos de idade no início do levantamento.

Os resultados indicaram uma associação entre o consumo de carne processada e todas as causas de mortalidade, em particular devido ao aumento de doenças cardiovasculares. Os participantes que consumiam 160 gramas de carne vermelha por dia apresentaram uma taxa de risco (HR) = 1,37 em comparação com os indivíduos com um consumo entre 10 e 19,9 g / dia. A associação de carne processada foi mais forte do que a carne vermelha. O consumo de aves não foi relacionada com a mortalidade por qualquer causa.

Os autores estimado que 3,3% de mortes poderiam ser prevenidas se a todos os participantes limitassem o consumo de carne processada a menos de por dia 20 g / dia.

Veja o abstract do estudo

Fonte: Isaude.net