Geral
27.08.2013

Material genético retirado da medula óssea trata doenças neurológicas

Substâncias microscópicas encontradas nas células oferecem tratamento "robusto" para o AVC incapacitante

Equipe de pesquisadores do Henry Ford Hospital, nos EUA, mostrou que células-tronco da medula óssea podem tratar doenças neurológicas.

Os resultados revelam, pela primeira vez, que o material microscópico das células oferece um tratamento "robusto" para o AVC incapacitante.

"Neste estudo nós criamos um novo tratamento para o AVC e, possivelmente, para todas as doenças neurológicas", afirma o pesquisador Michael Chopp.

O novo estudo foi publicado no Journal of Cerebral Blood Flow and Metabolism.

A equipe de pesquisa descobriu que após induzir o AVC em ratos de laboratório, a injeção de exosomos contendo este material genético em seu sangue induziu a remodelação do cérebro afetado, incluindo o aumento da produção de novas células cerebrais, vasos sanguíneos e conexões neurais.

Juntos, estes efeitos melhoraram significativamente a função neurológica que tinha sido prejudicada pelo acidente vascular cerebral.

Agilidade física dos ratos e reações neurológicas foram testados antes do tratamento de acidente vascular cerebral e depois com os exossomos, e os resultados foram comparados.

"Todos os ratos apresentaram perda funcional grave, um dia após o tratamento, mas ocorreu uma melhoria gradual e eventualmente significativa durante o período de quatro semanas que se seguiram", afirma Chopp.

De acordo com os pesquisadores, a descoberta proporciona um novo tratamento para o acidente vascular cerebral e, possivelmente, outras doenças neurológicas.

Fonte: Isaude.net