Geral
14.08.2013

Mulheres que sofreram abuso físico na infância são mais propensas à obesidade

Pesquisa revela que maus-tratos durante a infância foram associados com 47% maior probabilidade de excesso de peso na idade adulta

Foto: Knud Nielsen/Foto Stock
Associação entre o abuso físico na infância e obesidade entre as mulheres seria explicada por fatores como depressão e ansiedade
Associação entre o abuso físico na infância e obesidade entre as mulheres seria explicada por fatores como depressão e ansiedade

Mulheres que sofreram abuso na infância são mais propensas a se tornarem adultas obesas, de acordo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá.

Os resultados indicam que as mulheres que foram abusadas fisicamente na infância tiveram mais chance de serem obesas do que aquelas que não sofreram maus tratos.

"Após o ajuste para idade e raça, o abuso físico na infância foi associado com 47% maior probabilidade de obesidade para as mulheres. Entre os homens, a obesidade não foi associada ao abuso físico na infância", afirma a autora principal Esme Fuller-Thomson.

De acordo com a coautora da pesquisa, Deborah Sinclair, a equipe tinha antecipado que a associação entre o abuso físico na infância e obesidade entre as mulheres seria explicada por fatores como depressão e ansiedade, posição socioeconômica, abuso de álcool e outras adversidades da infância, como ter um pai viciado em drogas ou álcool. "No entanto, mesmo depois de levar em conta todos esses fatores, as mulheres que sofreram abuso na infância ainda tinham 35% maior probabilidade de obesidade", afirma Sinclair.

A equipe examinou a associação entre o abuso físico na infância e obesidade na idade adulta em uma amostra representativa de 12.590 adultos em 2005. Destes, 976 relataram terem sido agredidos fisicamente por alguém próximo a eles antes de completarem 18 anos e 2.786 foram classificados como "obesos" com base no índice de massa corporal.

Fonte: Isaude.net