Geral
01.08.2013

Bula para medicamentos manipulados passa a ser obrigatória no Paraná

A obrigatoriedade passou a vigorar nesta quarta-feira (31). As farmácias tiveram 180 dias para se adequarem

Foto: SESA
Farmacêutica Aline Kaufmann, responsável por uma das farmácias fiscalizadas, apresenta as bulas para os medicamentos
Farmacêutica Aline Kaufmann, responsável por uma das farmácias fiscalizadas, apresenta as bulas para os medicamentos

As Vigilâncias Sanitárias do Paraná começaram a fiscalizar, nesta quarta-feira (31), o cumprimento da lei estadual que obriga farmácias de manipulação a fornecerem bulas magistrais junto a seus medicamentos.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a medida é pioneira no país e tem como objetivo a "segurança dos consumidores desse tipo de medicamento, que apresenta os mesmos riscos de intoxicação que os remédios industrializados."

As farmácias tiveram 180 dias para se adequar às novas normas e estão sujeitas a sanções sanitárias em caso de descumprimento. As punições vão desde uma primeira notificação ou multa, até a suspensão do direito de manipulação e venda.

Segundo o coordenador do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana, "a grande vantagem é que as bulas são individuais e personalizadas para cada paciente. De acordo com a legislação, elas devem seguir o padrão estabelecido pelo Governo do Estado e conter informações sobre a identificação do paciente e do fabricante, telefone do Serviço de Atendimento ao Consumidor, informações sobre como usar o medicamento, cuidados necessários durante a gravidez e o período de amamentação, o que fazer quando a pessoa esquece de tomar o medicamento, onde e como guardar o medicamento, o que fazer em caso de acidentes, além de outras frases de advertência e informações sobre reações indesejáveis e contraindicações."

Em algumas farmácias, o consumidor poderá escolher ainda entre a bula impressa ou a bula online, enviada através de email cadastrado no estabelecimento. O objetivo é que a pessoa tenha sempre acesso ao conteúdo da bula onde quer que esteja.

Fonte: Isaude.net