Geral
13.06.2013

Proteínas presentes na saliva protegem idosos contra o vírus da gripe

Glicoproteínas na saliva de pessoas acima de 65 anos foram mais eficientes em se ligar ao Influenza do que em crianças e jovens

Pesquisadores da Northwest University, na China, demonstraram que proteínas presentes na saliva ajudam a proteger idosos do vírus da gripe.

A pesquisa sugere que a saliva pode ser a chave para explicar a variação de idade e sexo exibida pela gripe e outras doenças e fornece novos insights sobre por que as pessoas mais velhas eram mais capazes de combater novas cepas de gripe aviária e gripe suína do que pessoas mais jovens.

Os resultados foram publicados na revista ACS? Journal of Proteome Research.

O líder da pesquisa, Zheng Li e seus colegas explicam que a saliva faz mais do que iniciar o processo de digestão de certos alimentos. A saliva também contém proteínas de combate a germes que são uma primeira linha de defesa contra infecções.

Os cientistas já sabiam que os níveis de certas glicoproteínas, proteínas com uma cobertura de açúcar que combatem os micróbios causadores de doenças, diferem com a idade.

A equipe de Li decidiu avaliar como essas diferenças afetaram a vulnerabilidade à gripe em 180 amostras de saliva de homens e mulheres de várias idades.

A análise mostrou que os idosos lutaram contra a gripe aviária melhor do que os grupos mais jovens graças às proteínas da saliva. Glicoproteínas na saliva de pessoas com 65 anos ou mais foram mais eficientes na ligação ao vírus da gripe do que em crianças e adultos jovens.

A pesquisa pode fornecer informações úteis para ajudar a compreender algumas doenças relacionadas com a idade e fenômenos fisiológicos específicos para homens ou mulheres, e inspirar novas ideias para a prevenção e diagnóstico das doenças, considerando as condições individuais, com base principalmente na análise de saliva, de acordo com os cientistas.

Fonte: Isaude.net