Ciência e Tecnologia
29.04.2013

Conexão artificial restaura movimento de braços sem uso de prótese

Utilizando fios de prata, pesquisadores japoneses e americanos conseguiram refazer a conexão entre a medula espinhal e o cérebro

Foto: STJM
Nova pesquisa liga áreas do cérebro à medula espinhal sem o uso de próteses
Nova pesquisa liga áreas do cérebro à medula espinhal sem o uso de próteses

Equipe formada por pesquisadores do Instituto Nacional de Ciências Fisiológicas do Japão e da Universidade de Washington (EUA) investigou os efeitos da introdução de uma conexão neural artificial que funciona como uma ponte entre lesões na medula espinhal e o cérebro.

Os pesquisadores usaram fios de prata de 0,1 mm de diâmetro implantados através de pequenas incisões na dura-máter, nos dígitos, punho e braço de um macaco com paralisia em um dos braços.

De acordo com os resultados, a " ponte de prata" permitiu ao macaco estimular eletricamente a medula espinhal através de sua própria atividade cerebral e, assim, restaurar o controle da mão paralisada.

Segundo os pesquisadores, o estudo demonstra que as conexões neurais artificiais podem compensar as vias interrompidos, promovendo o controle voluntário do movimento dos membros após a lesão de vias neurais, tais como lesão medular ou acidente vascular cerebral.

"O ponto importante é que as pessoas que estão paralisadas podem voltar a mover seus membros por sua própria vontade. Os resultados de nosso estudo são diferentes de outras pesquisas realizadas até agora pois nós não usamos nenhuma prótese, como braços robóticos, para substituir o órgão paralisado," afirma Yukio Nishimura, do Instituto Nacional de Ciências Fisiológicas.

Veja o artigo completo aqui

Fonte: Isaude.net