Geral
25.04.2013

Uma lata de refrigerante açucarado por dia aumenta risco de diabetes em 22%

Pesquisa, baseada em dados de 350 mil europeus, sugere que efeito da bebida adoçada não é puramente ligado ao peso corporal

O consumo diário de bebidas açucaradas, como refrigerantes, pode aumentar o risco de desenvolver diabetes tipo 2 de uma pessoa em 22%. É o que sugere estudo de pesquisadores do Imperial College London.

A descoberta, baseada em dados de 350 mil pessoas colhidos em oito países europeus, foi publicada na revista Diabetologia.

A equipe, liderada por Dora Romaguera, avaliou o consumo de sucos, refrigerantes e refrescos adoçados com açúcar e adoçados artificialmente.

Eles descobriram que a ingestão de cada 336 ml de refrigerante açucarado, aproximadamente uma lata, por dia aumenta o risco de diabetes tipo 2 em 22%. Este aumento de risco caiu ligeiramente para 18% após a contabilização de consumo de energia total e índice de massa corporal (IMC), sugerindo que o efeito do refrigerante adoçado com açúcar no diabetes não é puramente ligado ao peso corporal.

Pessoas que bebem mais refrigerantes adoçados artificialmente também foram mais propensas a ter diabetes tipo 2, mas esta associação parece ser porque os participantes com um IMC mais elevado tendem a beber mais bebidas adoçadas artificialmente e também são mais propensos a desenvolver diabetes.

O consumo do suco de fruta puro ou néctar (suco diluído, às vezes com aditivos) não foi associado com o risco de diabetes.

Uma meta-análise de estudos anteriores, principalmente na América do Norte, encontrou um aumento de 25% no risco de diabetes tipo 2 para cada bebida açucarada diária.

"O aumento do risco de diabetes tipo 2 entre consumidores de bebidas adoçadas com açúcar na Europa é semelhante ao encontrado em estudos na América do Norte. Dado que as pessoas estão bebendo mais e mais bebidas açucaradas na Europa, precisamos dar mensagens claras sobre os seus efeitos prejudiciais", conclui Romaguera.

Fonte: Isaude.net