Geral
20.04.2013

Anticorpos humanos para o vírus do tabaco podem proteger contra o Parkinson

Fumantes têm anticorpos para o vírus do mosaico do tabaco que interagem com proteína e inibem progressão da doença neurológica

Foto: Divulgação/StartUp Org.
Vírus tipicamente associado ao tabaco pode ajudar a proteger as pessoas da doença de Parkinson
Vírus tipicamente associado ao tabaco pode ajudar a proteger as pessoas da doença de Parkinson

Um vírus tipicamente associado com a planta do tabaco, mas também conhecido por estar presente no espinafre, tomates e outros vegetais e plantas domésticas, pode ajudar a proteger as pessoas da doença de Parkinson. É o que mostram pesquisadores da Universidade de Louisville, nos EUA.

O estudo demonstra que homens que fumam têm anticorpos para o vírus do mosaico do tabaco (TMV). Estes anticorpos podem interagir com uma proteína de uma célula do sistema de geração de energia e inibir o desenvolvimento da doença neurológica.

Segundo os pesquisadores, este é o primeiro relato da presença de anticorpos para o TMV em seres humanos.

A pesquisa foi publicada na revista PLoS ONE.

A equipe de pesquisa, composta por Ruolan Liu, Vaishnav Radhika, Roberts Andrew e Robert Friedland analisaram amostras de sangue de 60 homens entre fumantes e não fumantes.

Eles descobriram a presença de níveis mais elevados de anticorpos de TMV nos homens que fumavam.

"É notável que uma planta que cria tantos problemas de saúde para as pessoas possa abrigar um vírus que tem um papel de proteção para as pessoas. Nós ainda temos uma quantidade significativa de pesquisa para empreender para determinar quais os mecanismos que podem estar envolvidos, as vias moleculares que estão em jogo e muito mais. No entanto, é importante considerar as implicações potenciais de vírus de plantas para a saúde e doenças humanas", conclui Friedland, autor sênior do estudo.

Fonte: Isaude.net