Geral
19.04.2013

Porto Alegre estabelece parceria com a ONU para combater Aids

Discussões em torno do Plano Integrado em Apoio à Resposta Nacional à Epidemia do HIV/Aids acontecem em hotel da Capital

Uma parceria entre o Programa Conjunto da Organização das Nações Unidas(ONU) sobre HIV/Aids (Unaids) e o município de Porto Alegre resultou na construção de um plano integrado de prevenção e enfrentamento à doença. As discussões em torno do Plano Integrado da ONU em Apoio à Resposta Nacional à Epidemia do HIV/Aids - " Aids Tchê" , abordarão a temática, nos dias 24, 25 e 26, no Hotel Continental, localizado, no Largo Vespasiano Julio Veppo, 77, na Capital.

De acordo com o programa, o plano foi formulado em cinco eixos. O primeiro é a prevenção entre jovens, com ênfase no Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), e também com atividades fora do ambiente escolar. Este tema já abordado na Rede de Ensino, por meio do projeto Galera Curtição apresentado no formato de um programa de auditório que é desenvolvido pela Secretaria de Saúde com o objetivo de discutir com os professores, alunos e estudantes, temas como: sexualidade, gênero, e diversidade sexual, prevenção de DST/Aids, saúde sexual e reprodutiva, raça e etnia, além do uso abusivo de álcool e outras drogas.

O segundo é o combate à epidemia entre mulheres, gays e homens que fazem sexo com outros homens. Os outros três eixos são o fortalecimento dos movimentos sociais, ações preventivas junto à população negra e a fortificação de ações entre diferentes setores.

Neste momento, a discussão é em torno dos planos de enfrentamento do HIV/Aids entre as mulheres e na população de homens que fazem sexo com homens. Apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, os planos de enfrentamento serão discutidos com o movimento social. Além disso, a Unaids irá fazer o lançamento da campanha Mulheres e Direitos no Brasil, que tem como objetivo contribuir para a conscientização da população sobre a redução da violência contra a mulher e promover a equidade de gênero e a saúde feminina.

Com informações da Prefeitura de Porto Alegre

Fonte: Isaude.net