Foto Saúde
15.04.2013

HC da Unicamp faz atendimento gratuito no Dia Mundial da Voz

O tema da campanha é Seja Amigo da sua Voz. De 15 a 19 de abril haverá uma programação especial em comemoração a data

Foto: Divulgação/WVD
Dia 16 de abril é comemorado o Dia Mundial da Voz e dia 24 de abril é comemorado o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído
Dia 16 de abril é comemorado o Dia Mundial da Voz e dia 24 de abril é comemorado o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído

No dia 16 de abril é comemorado o Dia Mundial da Voz e no dia 24 de abril é comemorado o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído. O curso de Fonoaudiologia e a disciplina de Otorrinolaringologia, da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp preparam uma programação especial para a semana de 15 a 19 de abril.

No dia 16 de abril, o ambulatório de Otorrinolaringologia do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp oferece atendimento gratuito especializado à população, das 8 às 16 horas, quanto aos problemas da voz que podem interferir na qualidade de vida e nas relações de trabalho.

O tema da campanha deste ano é Seja Amigo da sua Voz. A iniciativa conta com o apoio da cantora Sandy.

O tema do Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído será o ruído urbano com o slogan: Quem compartilha ruído, compartilha perigo! Estudos indicam que o ruído está entre os principais agentes causadores de estresse, insônia, depressão e até perda auditiva que levam a mudanças físicas e psicológicas negativas nos seres humanos.

" A campanha do Dia Internacional de Conscientização sobre o Ruído surgiu há quinze anos nos EUA. Em todo o mundo são realizadas atividades de orientação, informação e conscientização sobre o ruído e a poluição sonora que não enxergamos, mas sentimos no nosso dia-a-dia" , explica Lúcia Mourão, fonoaudióloga e professora do curso de Fonoaudiologia da FCM da Unicamp.

Rouquidão persistente por mais de duas semanas, pigarros, dores constantes de garganta, sensação de incômodo ao engolir alimentos e perda da voz são alguns dos sinais que servem de alerta. Laringites ou o surgimento de pequenos cistos, ou ainda de nódulos ou pólipos são alguns dos problemas mais comuns que podem causar distúrbios vocais.

" O número de mortes poderia ser menor se as pessoas prestassem mais atenção nas alterações da voz e procurassem avaliação médica nas fases iniciais do problema, o que aumentaria as chances de cura. Quem fica rouco sem melhora por mais de 15 dias deve procurar um especialista, alerta o otorrinolaringologista da FCM da Unicamp, Agrício Nubiato Crespo.

Fonte: Isaude.net