Geral
07.04.2013

Dose mensal de aspirina reduz risco de câncer em um quarto

Pesquisa indica que uso regular do analgésico diminuiu em 22% a chance de aparecimento de tumores de cabeça e pescoço

Foto: Melanie Kramer
Uma dose mensal de aspirina pode ajudar as pessoas a reduzir suas chances de desenvolver câncer
Uma dose mensal de aspirina pode ajudar as pessoas a reduzir suas chances de desenvolver câncer

Tomar aspirina apenas uma vez por mês pode reduzir as chances de desenvolver câncer em quase um quarto. É o que sugere pesquisa realizada por cientistas da Queen's University in Belfast, na Irlanda do Norte.

A pesquisa indica que uma dose semanal ou mesmo mensal do analgésico diminui a chance de aparecimento de tumores de cabeça e pescoço em 22%.

A equipe realizou uma investigação sobre o impacto da aspirina e do ibuprofeno no câncer de cabeça e garganta usando dados do Instituto Nacional do Câncer de Próstata, Pulmão, Cólon e Reto e Ovário (PLCO).

Para aqueles com idades entre 55 e 74 anos de idade, uma redução "significativa" no risco de câncer de cabeça e pescoço foi observada após o uso de aspirina semanal e mensal.

O uso diário de aspirina e ibuprofeno não foram significativamente associados com um risco reduzido.

Os resultados, publicados no British Journal of Cancer, demostraram que a aspirina foi mais eficaz na prevenção de câncer na garganta.

Segundo os pesquisadores, a aspirina 'pode ter potencial como um agente quimiopreventivo'.

"Uso regular de aspirina tem sido associado à prevenção de vários tipos de câncer, e se é uma prática particularmente bem sucedida afastar câncer de boca, ele deve agir como um trampolim para mais pesquisas", afirma Nigel Carter, diretor executivo da Fundação de Saúde Dental Britânica, que afirma que a pesquisa é "encorajadora".

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net