Saúde Pública
05.04.2013

Rio usa SMS para orientar pacientes com suspeita de dengue

Mensagens de texto para celular trazem orientações sobre a evolução do quadro clínico da dengue e cuidado com automedicação

Foto: Salvador Scofano/SECOM RJ
SMS irá conter orientações sobre sinais e sintomas da doença, reforçando os pontos mais importantes sobre o curso clínico da doença
SMS irá conter orientações sobre sinais e sintomas da doença, reforçando os pontos mais importantes sobre o curso clínico da doença

Pacientes que derem entrada nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do estado do Rio de Janerio com suspeita de dengue passarão a receber mensagens de texto em seus celulares com orientações sobre sinais e sintomas, reforçando os pontos mais importantes do desenvolvimento da doença.

Durante seis dias consecutivos, os pacientes com suspeita de dengue receberão diariamente textos diferentes que estão relacionadas à evolução da doença. O objetivo da iniciativa é relacionar o conteúdo das mensagens com o possível desenvolvimento da dengue.

" A ideia é manter o paciente informado sobre sintomas, a evolução do quadro clínico da dengue e a importância de cuidados como não se automedicar e aumentar a hidratação" explicou o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde, Alexandre Chieppe.

Atualmente, 28 UPAs participam do projeto, e a previsão é de que até o fim do primeiro semestre deste ano todas as 52 UPAs do estado estejam enviando as mensagens. Até agora, mais de 5 mil pacientes já receberam as mensagens, totalizando cerca de 31 mil torpedos enviados.

As UPAs que estão participando do projeto são Maré, Irajá, Santa Cruz, Bangu, Campo Grande I e II, Belford Roxo, Tijuca, Duque de Caxias, Ricardo de Albuquerque, Botafogo, Cabuçu, Marechal Hermes, Sarapuí, Ilha do Governador, Taquara, Penha, Realengo, Engenho Novo, São Gonçalo I e II, Fonseca, Itaguaí, São João de Meriti, Nova Iguaçu II, Nilópolis, Copacabana e Mesquita.

Fonte: Isaude.net