Saúde Pública
05.04.2013

OMS não vê sinal de transmissão sustentada do vírus H7N9 entre humanos

Autoridades ressaltam importância de acompanhar pessoas que estiveram em contato com os 14 casos confirmados da doença

Foto: Xinhua/Chen Fei
Galinhas amarradas em mercado de Xangai, leste da China. Governo suspendeu a venda de aves vivas no município a partir de 6 de abril
Galinhas amarradas em mercado de Xangai, leste da China. Governo suspendeu a venda de aves vivas no município a partir de 6 de abril

A Organização Mundial de Saúde afirmou que não há nenhum sinal de transmissão sustentada entre humanos do novo vírus da gripe aviária H7N9 na China.

As autoridades ressaltam, no entanto, que é importante acompanhar as 400 pessoas que estiveram em contato próximo com os 14 casos já confirmados da doença. As informações são da Reuters.

"Temos 14 casos em uma grande área geográfica, não temos nenhum sinal de qualquer ligação epidemiológica entre os casos confirmados e não temos nenhum sinal de transmissão sustentada de humano para humano", afirma o porta-voz da OMS Gregory Hartl em entrevista coletiva em Genebra.

Segundo Hartl, os 400 contatos estão sendo seguidos para ver se algum deles tem o vírus, e se pegaram de outra pessoa. "Há relatos de pessoas ou de uma pessoa com febre, então isso demonstra como é obvio e importante o acompanhamento de todos aqueles que tiveram contato com os doentes, a fim de saber se eles têm o vírus e ou de quem contraiu", afirma Hartl.

As autoridades chinesas abateram mais de 20 mil aves na sexta-feira em um mercado no centro financeiro de Xangai já que o número de mortos pela nova cepa da gripe aviária chegou a seis, espalhando preocupação no exterior. "É realmente uma doença grave, mas os casos estão sendo bem tratados e colocados em unidades de terapia intensiva. Não parece haver qualquer indicação de infecções em hospitais até agora", conclui Hartl.

Fonte: Isaude.net