Saúde Pública
02.04.2013

Confirmação do quarto caso da nova gripe aviária alarma população chinesa

Duas pessoas morreram e outras duas estão internadas em estado crítico. Ainda não se conhece o modo de transmissão do H7N9

O governo chinês informou, nesta terça-feira (02), o quarto caso da gripe aviária H7N9 .

O canal estatal China Central Television (CCTV) afirmou que registro aconteceu na cidade de Nanjing, capital da província Jiangsu, onde já haviam sido registradas duas mortes ocasionadas pela nova forma de gripe aviária e um terceiro caso de contaminação que vem sendo tratado.

A paciente identificada, agora, é uma mulher de 45 anos de idade, que trabalha com comercialização de aves abatidas em um mercado de agricultores locais. Os primeiros sintomas da doença, febre e tosse, foram detectados há cerca de 7 dias e a paciente já se encontra em estado considerado crítico e permanece internada no Hospital Nanjing Gulou.

Mesmo com as afirmações das autoridade da Saúde da China de que o risco de transmissão do novo vírus para humanos é muito baixo, os novos registros começam a alarmar a população do país.

Funcionários da subsidiária da Organização Mundial de Saúde (OMS) na China disseram que está sendo realizado um trabalho conjunto com as autoridades locais para evitar a progressão do H7N9.

Segundo a OMS, todos os três casos apresentaram com infecção do trato respiratório, com progressão para pneumonia grave e dificuldades respiratórias. Foi informado ainda que não existe nenhum vínculo epidemiológico entre os casos e que está sendo realizada uma pesquisa para identificar as fontes de infecção e o modo de transmissão, ainda totalmente desconhecidos.

Fonte: Isaude.net