Profissão Saúde
23.02.2013

Professor de odontologia é acusado de receitar pastilhas para tratar câncer

Ele responde por 46 acusações de diagnóticos errados de câncer de boca. Quatro dos pacientes morreram pelo agravamento da doença

Um professor de odontologia diagnosticou erradamente pelo menos sete casos de câncer bucal, sendo que quatro dos pacientes acabaram morrendo em decorrência do agravamento da doença.

De acordo com informações do DailyNews, em um dos casos ele chegou a receitar pastilhas sem açucar e outra com suplemento de ferro para uma mulher que, mais tarde, foi diagnosticada com câncer no maxilar. Esta paciente, que despetou todo Reino Unido para as negligências do professor, começou a tratar de uma disfunção temporo-mandibular (DTM).

O profissional, Philip Lamey, é professor da Escola de Odontologia no Royal Victoria Hospital, em Belfast (Irlanda). Ele está sendo julgado pelo Conselho Geral de Odontologia (GDC), em Londres (UK). No total foram convocados 135 pacientes para esclarecer as dúvidas com relação aos resultados das biópsias pedidas pelo dentista.

De acordo com o Daily, ele enfrenta 46 acusãoes por prática dolosa e negligência.

Fonte: Isaude.net