Saúde Pública
18.02.2013

Acidentes domésticos em São Paulo causam 40% das mortes em crianças

Secretaria de saúde e Associação Médica Brasileira lançam projeto educativo para reduzir ocorrências

Foto: Du Amorim/Governo de São Paulo
Caso seja necessária a utilização do beliche, instale grade de proteção
Caso seja necessária a utilização do beliche, instale grade de proteção

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, aponta que os acidentes domésticos são a principal causa externa de morte entre crianças de 1 a 14 anos, representando quase 40% dos óbitos.

Com objetivo de reduzir o número desses acidentes , a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo lançou a casa móvel da "Casa + Segura", um projeto educativo em parceria com a Associação Médica Brasileira (AMB).

Quedas, queimaduras e intoxicações acidentais são as maiores responsáveis pelas internações de jovens entre 10 e 14 anos, com 38% dos atendimentos.

"Esse tipo de ocorrência vitima especialmente os extremos da idade: crianças e idosos. Muitos cuidados básicos podem evitar problemas importantes. Por exemplo, um tropeção em um tapete mal posicionado, cabos de panelas voltados para fora no fogão, escadas mal iluminadas, brinquedos espalhados.", alerta Florentino Cardoso, presidente da AMB.

Instrutores acompanham os visitantes na casa móvel, informando sobre prevenção em duas carretas unidas com área total de 38 m² e sete cômodos, onde é mostrado como como pequenos descuidos podem provocar graves acidentes. O projeto ficará instalado até 28 de fevereiro na Arena de Eventos , Portão 10 ,do Parque do Ibirapuera em São Paulo.

Fonte: Isaude.net