Geral
14.02.2013

Cientistas identificam família de genes que suprime vírus do herpes

Genes TLKs desempenham papel-chave na repressão e ativação de vírus como Kaposi Herpes Vírus e vírus Epstein-Barr

Equipe de pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos EUA, identificou um gene capaz de suprimir os vírus do herpes.

A pesquisa indica que uma família de genes humanos conhecidos como Tousled-quinases (TLKs) desempenham um papel-chave na repressão e ativação destes vírus.

Sarcoma de Kaposi Herpes Vírus (KSHV) e vírus Epstein-Barr (EBV) estão presentes na pele da população mundial. Enquanto adormecida na maioria dos infectados, os vírus do herpes ativos podem se desenvolver em várias formas de câncer.

Em um artigo publicado na Cell Host and Microbe, a equipe liderada por Blossom Damania, descobriu que a supressão da enzima TLK ativa o ciclo lítico de ambos EBV e do KSHV. Durante esta fase ativa, esses vírus começar a espalhar-se e reproduzir-se, tornando-se vulnerável a tratamentos antivirais. "Quando TLK está presente, esses vírus permanecem latentes, mas quando essa enzima está ausente, esses vírus pode se replicar," afirma Damania.

KSHV e EBV são vírus transmissíveis pelo sangue que permanecem dormentes em mais de 95% das pessoas infectadas, fazendo com que o tratamento destes vírus seja difícil. Ambos os vírus são associados com um número diferente de linfomas, sarcomas e carcinomas, e muitos doentes com sistemas imunitários suprimidos estão em risco para estes cânceres associados aos vírus.

Os pesquisadores sabem que os estímulos como o estresse podem ativar o vírus do estado de dormência, mas não compreendem a base molecular do ciclo de ativação viral. Com a descoberta da ligação entre estes vírus e TLKs, Damania afirma que os investigadores podem começar a olhar para as ações moleculares desencadeadas por eventos como o estresse, e como eles conduzem à supressão das enzimas TLK.

A equipe acredita que as proteínas podem agora ser investigadas como um alvo terapêutico possível para estes cânceres associados aos vírus. Na sua função normal na célula, TLKs desempenham um papel na manutenção do genoma, reparação do DNA e montagem da cromatina, mas há muito mais para se aprender sobre a função dos TLKs.

Fonte: Isaude.net