Geral
09.02.2013

Exame de sangue detecta homens em maior risco de câncer de próstata

Teste que mede circulação de fragmentos do tumor foi 90% preciso na identificação de pacientes com a doença

Foto: UWO
Hon Leong, envolvido na pesquisa
Hon Leong, envolvido na pesquisa

Pesquisadores da Schulich School of Medicine & Dentistry, no Canadá, desenvolveram um novo exame de sangue que pode detectar o risco de câncer de próstata mais cedo.

O exame não invasivo e de baixo custo permite um tempo maior para que os médicos se concentrem em pacientes de alto risco de câncer de próstata, antes que a doença se espalhe para os ossos e os gânglios linfáticos.

Testes básicos de PSA procuram proteína produzida pelas células da próstata. Níveis elevados são um sinal de alerta para o câncer. No entanto, estes níveis elevados podem indicar outras condições benignas como a inflamação ou a ampliação.

O pesquisador Hon Leong e sua equipe testaram o exame de sangue em uma mistura de 50 pacientes com câncer e sem a doença. O novo teste, que mede a circulação de fragmentos do tumor, chamadas micropartículas, foi 90% preciso na identificação de pacientes com câncer de próstata. Também não houve falsos positivos detectados pelo teste.

"Esperávamos isso (os resultados) devido aos marcadores que estamos usando. Ele está em contraste com o PSA, que olha para as proteínas secretadas por células normais, e não só pelas células cancerosas da próstata. Então se você tem um PSA elevado não significa necessariamente que você tem câncer, só que você tem algo de errado com a sua próstata", explica Leong.

Com base nestes resultados iniciais, e com o novo financiamento permitindo testes em mais pacientes, Leong está confiante de que o método pode identificar mais precisamente o câncer de próstata do que o PSA. "Ele tem o potencial de mudar a forma como tratamos a saúde dos homens", destaca.

Leong também espera desenvolver um processo de seleção semelhante para cânceres de pâncreas e de ovário também.

Fonte: Isaude.net