Geral
03.02.2013

Vírus do herpes reprogramado inibe metástase do câncer de mama e ovário

Testes com ratos mostraram que o vírus se converteu em um agente terapêutico e atacou células que estavam se espalhando pelo corpo

Uma versão geneticamente reprogramada do vírus do Herpes simplex (HSV) é capaz de inibir a metástase do câncer de mama e ovário.

Testes com ratos mostraram que o vírus se converteu em um agente terapêutico anticâncer e atacou células cancerosas da mama e do ovário que estavam se espalhando para outros locais do corpo.

A pesquisa foi publicada na revista PLOS Pathogens.

Nas últimas décadas houve um progresso significativo na capacidade de tratar cânceres por numerosos meios incluindo cirurgia, quimioterapia e radioterapia, ou uma combinação das mesmas. No entanto, muitos tratamentos prolongam a vida por um curto período de tempo ou estão associadas a uma baixa qualidade de vida.

A pesquisadora Gabriella Campadelli-Fiume e seus colegas da University of Bologna, na Espanha, reprogramaram um vírus do herpes oncolítico. O vírus reprogramado já não infeta as células geralmente atacadas pelo vírus do tipo selvagem, nem causa patologias relacionadas ao herpes. Em vez disso, funciona como uma arma específica contra células de tumor que expressam o oncogene HER-2.

"Vários laboratórios no mundo estão usando vírus como armas mais específicos contra as células cancerosas, chamados de vírus oncolíticos. As preocupações de segurança prevaleceram até agora, e todos os herpesvírus oncolíticos agora em ensaios clínicos são debilitados, eficazes apenas contra uma fração de tumores. Fomos os primeiros a obter um vírus do herpes reprogramado para entrar em células tumorais HER-2 positivas, incapazes de infectar qualquer outra célula, mas que conserva a capacidade mortífera do HSV do tipo selvagem", explica Campadelli-Fiume.

Para demonstrara a eficácia terapêutica do vírus reprogramado os pesquisadores estabeleceram um novo modelo de metástases cancerosas humanas em ratos.

Os resultados positivos obtidos no tratamento de metástase experimental mostra promessa de que o HSV oncolítico é um bom candidato para se tornar um novo tipo de tratamento contra o câncer, e representa um passo fundamental no caminho para ensaios clínicos.

Fonte: Isaude.net