Geral
22.01.2013

Brasil vai contar com quatro novos bancos de sangue de cordão umbilical

Sangue é usado no transplante de medula. Segundo governo, somente 30% desses pacientes encontram doador na família

O Brasil vai construir quatro novos bancos públicos para coleta de sangue de cordão umbilical até 2016. A informações foram divulgadas pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (22). O sangue do cordão umbilical contém células-tronco o que aumenta as chances de pacientes encontrarem um doador compatível para o transplante de medula no país. Somente 30% desses pacientes encontram o doador na família. Setenta por cento depende dos bancos públicos. Atualmente, mais de mil brasileiros estão à procura de um doador compatível.

Segundo o diretor do centro de transplantes do Instituto Nacional de Câncer (INCA), Luis Fernando Bouzas, o sangue de cordão umbilical pode curar até 80 doenças. " O sangue do cordão umbilical tem células-tronco com características diferentes que vão atender essas pessoas que não tem o doador na sua família. São pacientes com leucemia, doenças genéticas graves que atingem a medula óssea, o sistema imunológico com linfomas e alguns tipos de tumores, ou seja, cerca de 80 doenças diferentes pelo menos se beneficiam do transplante de medula óssea" .

Luis Fernando Bouzas lembra que antes da doação do sangue de cordão umbilical a mãe do bebê passa por uma série de exames. " As gestantes têm que ser acompanhadas no pré-natal, com exames para que não haja infecção e doenças que possam ser transmitidas pelo sangue. Se a gestante concordar com a doação do material para um banco público, ela vai assinar um termo de consentimento" .

Atualmente no Brasil, 12 bancos públicos que armazenam o sangue do cordão umbilical estão em funcionamento. Já são mais de dez mil unidades armazenadas em todo o País. Do total, cerca de 150 já foram utilizados em transplantes desde 2001. A construção e a manutenção das unidades faz parte da parceria do Ministério da Saúde com o BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico. Para a construção, serão investidos R$ 23 milhões.

Fonte: Isaude.net