Saúde Pública
17.01.2013

Paraná investe 17 milhões em ampliação e equipamentos de centros cirúrgicos

Mais de R$ 9 milhões serão gastos em melhorias do novo centro cirúrgico e do setor industrial do HU de Maringá

Foto: UEM
Solenidade para assinatura dos convênios e ordens de serviços que destinam mais de R$ 17 milhões para a área da saúde de Maringá e região, no norte do estado
Solenidade para assinatura dos convênios e ordens de serviços que destinam mais de R$ 17 milhões para a área da saúde de Maringá e região, no norte do estado

Com assinatura de convênios e ordens de serviço pelo secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, foram destinados mais de R$ 17 milhões para a área da saúde de Maringá e região, no Noroeste do Estado do Paraná. Somente para o Hospital Universitário (HU) da Universidade Estadual de Maringá são mais de R$ 9 milhões para obras do novo centro cirúrgico e do setor industrial da unidade.

" O HU é um hospital estratégico para a região e com os investimentos do governo vamos triplicar o número de salas de cirurgia e ampliar os leitos gerais para dar mais agilidade ao atendimento SUS na região" , disse o secretário.

Para a primeira etapa de obras, a Secretaria da Saúde repassou R$ 4,3 milhões ao HU. Serão construídas inicialmente três salas cirúrgicas e toda infraestrutura necessária para as outras cinco salas previstas. A segunda fase das obras tem orçamento de R$ 3 milhões, já previstos para repasse ao hospital neste ano. Para as obras do setor industrial do HU serão repassados R$ 2 milhões.

Com o município de Maringá foi assinado convênio para repasse de R$ 2,8 milhões para pagamento de leitos psiquiátricos, integrando o município à Rede de Saúde Mental do Estado. O secretário anunciou ainda o credenciamento de 11 leitos para a área de saúde mental no Hospital Municipal Thelma Villanova Kasprowicz.

No mesmo município, a Santa Casa de Maringá vai receber R$ 890 mil para compra de equipamentos médico-cirúrgicos, entre os quais está um microscópio cirúrgico para cirurgias neurológicas e aparelho de videolaparoscopia. O hospital é credenciado ao programa estadual Hospsus e recebe recursos de custeio para ser referência na região para a Rede Mãe Paranaense e de Urgência e Emergência.

Fonte: Isaude.net