Profissão Saúde
15.01.2013

Enfermeira publica guia sobre terapia antirretroviral no Ceará

SES lança livro que orienta cuidados que pacientes portadores do HIV devem receber durante terapia de combate à doença

A enfermeira do Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ) Daniele Mary Silva de Brito, em Fortaleza, no Ceará , elaborou o Guia de cuidados aos pacientes em uso de terapia antirretroviral, em lançamento pela Secretaria da Saúde do Estado. Destinado prioritariamente aos profissionais de saúde que trabalham com aconselhamento e adesão de pacientes ao tratamento da aids com antirretrovirais, o Guia é um passo-a-passo da terapia antirretroviral (TARV) que espera " contribuir para a melhoria na qualidade de vida das pessoas com HIV/aids e reafirmar a importância da adesão ao tratamento em seus variados aspectos" , destaca autora.

No Guia de cuidados aos pacientes em uso de terapia antirretroviral, os três primeiros capítulos fazem a apresentação dos antiretrovirais e reforçam a necessidade do tratamento da infecção. Nos capítulos 4 e 5, a autora disciute a prevenção da transmissão vertical, da mãe infectada pelo HIV para o filho durante a gestação, parto ou pós-parto. O capítulo 6 informa sobre as possibilidades de tratamento direcionado ao HIV, especificando doses e efeitos colaterais da TARV. O capítulo 7 descreve os cuidados com o desenvolvimento das doenças de maior ocorrência entre as pessoas vivendo com HIV, apresentando orientações sobre profilaxias das doenças oportunistas. O capítulo 8 apresenta um modo de avaliar o risco cardiovascular em função da terapia antiretroviral.

O paciente precisa relatar todas as dificuldades enfrentadas para que a equipe que o acompanha possa tentar solucioná-las e, assim, propiciar maior adesão ao tratamento. O Brasil garante acesso universal e gratuito à terapia antirretroviral. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 30 mil pessoas iniciam o tratamento no país a cada ano.

Atualmente, no Ceará, funcionam 18 serviços de atendimento especializado a pacientes com HIV/aids. São nove serviços em Fortaleza, funcionando no Hospital São José, Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Universitário Walter Cantídio, Hospital Distrital Nossa Senhora da Conceição, Hospitais Distritais Gonzaga Mota da Messejana e José Walter, Hospital Infantil Albert Sabin, Centro de Especialidade Médica José de Alencar e Núcleo de Atenção Médico Integrada da Unifor, e nove no interior, nos municípios de Maracanaú, Juazeiro do Norte, Russas, Limoeiro do Norte, Sobral, Aracati, Quixadá, Cascavel e Brejo Santo.

Fonte: Isaude.net