Profissão Saúde
12.01.2013

Secretaria de Saúde do DF demite médico que faltou ao plantão de Ano-Novo

De acordo com resultado preliminar de sindicância, 22 médicos do quadro efetivo não compareceram ao trabalho

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal demitiu, nesta sexta-feira (11), um dos 40 médicos que faltaram ao plantão do Ano-Novo e no último fim de semana. O demitido trabalhava no Hospital Regional de Samambaia, tinha contrato temporário e foi exonerado porque não apresentou justificativa para a falta.

De acordo com resultado preliminar de sindicância aberta pelo secretário-adjunto, Elias Fernando Miziara, 22 médicos do quadro efetivo não compareceram ao trabalho. O levantamento chegou a 40 casos de falta sem justificativa.

Os médicos responderão à processo administrativo, e todos os processos serão encaminhados ao Conselho Regional de Medicina. A secretaria realiza auditorias nas unidades de saúde pública desde 2010, para analisar as faltas dos profissionais, as altas, os atestados médicos apresentados e as escalas de plantão.

No último fim de semana, quatro dos 14 hospitais públicos do Distrito Federal e uma Unidade de Pronto Atendimento limitaram as consultas devido ao número de pacientes e a carência de profissionais. As pessoas que aguardavam ficaram revoltadas, e muitas voltaram para casa sem atendimento médico.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL