Saúde Pública
10.01.2013

Governo do Rio abre dois novos centros de hidratação de dengue no estado

Ao todo, serão cinco unidades na região do Noroeste Fluminense com capacidade para atender, cada centro, 300 pessoas por dia

Foto: SECOM/RJ
Cidades de Cambuci e Miracema, no Noroeste Fluminense, vão ganhar dois centros de hidratação de dengue
Cidades de Cambuci e Miracema, no Noroeste Fluminense, vão ganhar dois centros de hidratação de dengue

As cidades de Cambuci e Miracema, no Noroeste Fluminense, vão ganhar neste fim de semana dois centros de hidratação de dengue. Ao todo, serão cinco unidades na região (Aperibé, Italva e Santo Antônio de Pádua já foram instalados), com capacidade para atender, cada centro, 300 pessoas por dia.

Segundo informou a Secretaria Estadual de Saúde, os municípios também irão receber insumos, materiais informativos, além de ações de bloqueio com vedação de criadouros de mosquitos. Aperibé, Miracema e Cambuci estão com alto índice de transmissão da doença.

"As chances de epidemia de dengue nessas cidades são grandes. A Secretaria de Estado de Saúde tem o papel de avaliar a capacidade de atendimento nesses municípios e alertar a população sobre a prevenção da doença", disse o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, Alexandre Chieppe.

Na próxima sexta-feira, quatro equipes da subsecretaria de vigilância em saúde, atenção básica e humanização da Secretaria de Estado de Saúde (SES- RJ) visitarão os municípios de São José de Ubá, Aperibé, Italva, Santo Antônio de Pádua, Cambuci e Miracema. O objetivo é auxiliar, em conjunto com as secretarias de saúde de casa cidade, na capacitação de profissionais, no monitoramento do fluxo e condições de atendimento à população.

Mobilização

No próximo sábado (11), a praça central de Aperibé receberá uma grande ação de mobilização no combate à dengue. A Secretaria de Estado de Saúde, junto com a secretaria de saúde da cidade, organizará um mutirão de limpeza da cidade, além de palestras e distribuição de materiais informativos. Equipe de animadores estará no local para conscientizar as crianças, que receberão informações sobre prevenção da doença e poderão ver amostras de larvas do mosquito transmissor Aedes Aegypti.

10 Minutos Contra a Dengue

A campanha da Secretaria de Estado de Saúde é o tom de alerta para evitar um alarme neste verão, sendo uma importante ferramenta de conscientização para a necessidade de todos se engajarem no combate ao foco do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. A iniciativa da campanha - elaborada em conjunto com a Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz - foi inspirada em uma das estratégias adotadas pelo governo de Cingapura para controlar o Aedes aegypti, conseguindo interromper a epidemia que o país enfrentava entre 2004 e 2005.

Fonte: Isaude.net