Saúde Pública
03.01.2013

Pernambuco investe em maternidade de alto risco com Hospitais da Mulher

O projeto executivo do Hospital da Mulher do Estado custou cerca de R$ 900 mil para viabilizar atendimento diferenciado

Foto: SES/PE
Maquete do Hospital da Mulher que será construído em Recife
Maquete do Hospital da Mulher que será construído em Recife

O projeto executivo do Hospital da Mulher do Estado de Pernambuco custou cerca de R$ 900 mil e define a construção de um centro com 127 leitos, sendo 30 de UTI (20 neonatais e 10 de adultos) e 15 vagas na Unidade de Cuidados Intermediários. Será uma maternidade de alto risco, a exemplo dos hospitais Agamenon Magalhães, Barão de Lucena (ambas em Recife) e Jesus Nazareno (Caruaru).

O Governo do Estado e a Secretaria Estadual de Saúde (SES), firmaram um termo de cooperação técnica com a Prefeitura do Recife para a construção do Hospital da Mulher da capital pernambucana. O acordo autoriza a utilização do mesmo projeto arquitetônico do Hospital da Mulher que será erguido no município de Caruaru, pela prefeitura de Recife, que erguerá um centro com o mesmo perfil.

A unidade será erguida em terreno na Avenida José Rodrigues de Jesus, S/N, bairro de Indianápolis, próxima à UPA de Caruaru e será entregue no primeiro semestre de 2014. O investimento estadual na construção do hospital, prometido pelo governador Eduardo Campos na campanha de reeleição, será de R$ 47 milhões em obras civis.

O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, explicou que pretende acrescentar ao projeto a Casa das Mães, com 20 acomodações para as mulheres que terão filhos internados na unidade; e um centro para mulher em situação de violência. Segundo o prefeito, a obra terá um custo esperado de R$ 45 milhões e um corpo de profissionais formado por 500 pessoas, sendo 120 médicos.

Fonte: Isaude.net