Geral
06.12.2012

Moléculas derivadas do farelo de arroz podem ajudar a prevenir o câncer

Componentes bioativos promovem a função dos tecidos saudáveis, enquanto inibem as células cancerosas

Foto: NutraCea
Combinação complexa de moléculas bioativas de arroz pode ajudar a prevenir câncer
Combinação complexa de moléculas bioativas de arroz pode ajudar a prevenir câncer

Pesquisadores da Universidade de Colorado, nos EUA, descobriram que o farelo de arroz possui propriedades de prevenção do câncer.

"Há um equilíbrio delicado de componentes bioativos no farelo de arroz que juntos mostram atividade anticâncer, incluindo a capacidade de inibir a proliferação de células, alterar a progressão do ciclo celular e iniciar a morte celular programada conhecida como apoptose em células malignas", afirma a líder da pesquisa Elizabeth P. Ryan.

A pesquisa foi publicada na revista Advances in Nutrition.

Ryan e seus colegas mostram que moléculas pequenas derivadas do farelo de arroz incluem, mas não estão limitadas a, ácido ferúlico polifenois, tricin, ß-sitosterol, ?-orizanol, tocoferois / tocotrienois, e ácido fítico.

Pesquisas com linhagens celulares de câncer e em modelos animais mostraram que os componentes bioativos do farelo de arroz agem não apenas no interior das células cancerosas, mas em torno das células para criar condições nos tecidos circundantes que promovem a função das células saudáveis, enquanto a inibem as células cancerosas.

Ryan e seus colegas estão colaborando para avaliar como o farelo de arroz também pode ajudar a promover uma resposta imune contra o câncer e modular o metabolismo da microbiota intestinal para a proteção contra o câncer.

"Há bem mais de 100 mil variedades de arroz do mundo, muitas delas com a sua própria combinação única de componentes bioativos e assim um grande desafio é descobrir a composição ideal para a quimioprevenção. Outro desafio é garantir que as pessoas recebam o valor diário necessário para demonstrar esses efeitos. O arroz é um alimento acessível de baixo custo na maioria dos lugares do mundo, e por isso o trabalho com farelo de arroz como um agente quimiopreventivo dietético tem o potencial de afetar uma parcela significativa da população mundial", afirma Ryan.

A equipe agora deu início a estudos que estão testando a eficácia quimiopreventiva do farelo do arroz em uma população de sobreviventes de câncer de cólon.

Fonte: Isaude.net