Profissão Saúde
03.12.2012

Com ajuda de 39 países, APA aprova 5ª edição do manual de transtornos mentais

O DSM-5, que entra agora em fase final de edição, deve ser publicado até maio de 2013 com resultados de 10 anos de estudos

O Conselho de Curadores da Associação Psiquiátrica Americana (APA) aprovou, neste sábado (1), os critérios finais de diagnóstico para a quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5).

A aprovação marca o fim do processo de revisão que durou mais de uma década e inclui contribuições de mais de 1.500 especialistas em psiquiatria, psicologia, serviço social, enfermagem psiquiátrica, pediatria, neurologia e outras áreas afins de 39 países . Estes critérios finais estarão disponíveis quando a versão completa da DSM-5 for publicada até maio de 2013.

A aprovação dos critérios pelo Conselho de Curadores é um voto de confiança para o DSM-5, disse Dilip Jeste, presidente da APA. Nós desenvolvemos o DSM-5 utilizando os melhores especialistas na área e extensas revisões da literatura científica e de pesquisas originais. Como resultado, temos uma norma que melhor representa a ciência atual e será de grande utilidade para médicos e pacientes."

O DSM-5 é o guia utilizado por clínicos e pesquisadores para diagnosticar e classificar transtornos mentais. Agora, a revisão dos critérios e textos que descrevem os distúrbios passam por uma edição final para sua publicação pela Editora Americana de Psiquiatria.

O manual incluirá o mesmo número de doenças que foram incluídos no DSM-IV. O que não segue a tendência de outras áreas da medicina, que aumentam o número de diagnósticos todo ano.

" Temos procurado ser conservadores na nossa abordagem à revisão do DSM-5. Nosso trabalho tem sido destinado a definir com mais precisão os transtornos mentais que têm um impacto real na vida das pessoas, e não alargar o âmbito da psiquiatria," disse David J. Kupfer, presidente grupo criado para fazer a revisão da DSM-5. " Eu estou feliz pelo apoio recebido do Conselho de Curadores, o que permitirá que avancemos no caminho da publicação do novo manual," completa.

Fonte: Isaude.net