Geral
21.11.2012

No Rio, hemocentro espera 500 doadores de sangue na Cinelândia

Para marcar Dia do Doador Voluntário de Sangue, no próximo domingo, Hemorio estrutura para coleta na capital

Foto: Marcelo Horn/SECOM/RJ
Durante os dois dias o Hemorio pretende coletar 500 bolsas de sangue
Durante os dois dias o Hemorio pretende coletar 500 bolsas de sangue

Em dois dias, o Instituto Estadual de Hematologia (Hemorio), órgão vinculado à Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, espera receber 500 doadores na estrutura montada na Cinelândia. Para marcar o Dia do Doador Voluntário de Sangue, comemorado no próximo domingo (25), o hemocentro montou 12 cadeiras coletoras de sangue e cinco consultórios no centro da capital fluminense, com capacidade para atender 80 pessoas por vez.

A chefe de Atendimento ao Doador do Hemorio, Naura Faria, explicou que o atendimento na Cinelândia segue o mesmo rito feito na sede. O candidato faz um cadastro, recebe uma ficha de doação e passa por uma hidratação para avaliar as condições do sangue, antes de seguir para a máquina coletora. "O doador é encaminhado para uma entrevista confidencial e se não houver prejuízo para ele e nenhum indicativo de prejuízo para o receptor, ele é encaminhado para a doação. O processo dura em média de 50 minutos a uma hora. Sentado, doando sangue, ele [o doador] leva cerca de oito minutos", explicou.

Segundo Naura Faria, empresas alugaram ônibus para os funcionários doarem sangue. De acordo com ela, em duas horas, 100 cadastros foram efetuados. "Tem gente vindo de fora da cidade. Uma empresa trouxe seus funcionários para doarem sangue. Isso nos ajuda bastante. As empresas podem agendar os horários de doação pelo telefone 0800 282 07 08 e irem em grupo doar no HemoRio de segunda-feira a domingo, das 7h às 18h."

Adriana Pinto, diretora executiva de uma empresa do ramo alimentício, disse que, ao ficar sabendo da campanha, mobilizou 80 funcionários para a doação de sangue na Cinelândia. Segundo a diretora executiva, a empresa pretende aderir à campanha nos próximos anos . "Foi uma sensibilização. Explicamos a necessidade, a importância de doar sangue e salvar vidas. A gente está chegando no fim do ano e, infelizmente, é quando mais se precisa de sangue. A ideia é que a gente sirva de exemplo para que outras empresas possam mobilizar seus funcionários a participar", destacou.

Cerca de 30 profissionais do Hemorio ajudam na organização da ação. Localizado na Rua Frei Caneca, número 8, no centro, o hemocentro funciona todos os dias, das 7h às 18h, incluindo sábados, domingos e feriados. O órgão é responsável por abastecer aproximadamente 180 unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) com bolsas de sangue e hemoderivados.

Para doar sangue, é preciso ter entre 18 e 68 anos, pesar mais de 50 quilos, estar bem de saúde e apresentar um documento de identidade com foto (como carteira de identidade ou carteira de habilitação). É recomendado evitar bebida alcoólica, alimentos gordurosos e fumo nas horas anteriores à doação.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL