Ciência e Tecnologia
06.11.2012

Dispositivo eletrônico distingue tipo sanguíneo em cinco minutos

Ao tornar as transfusões de sangue mais seguras, equipamento vai permitir salvar vidas em situações de emergência

Foto: Ichip05/Foto Stock
Procedimento atual demora cerca de 30 minutos, com novo dispositivo teste dura apenas 5 minutos
Procedimento atual demora cerca de 30 minutos, com novo dispositivo teste dura apenas 5 minutos

Uma aluna da Universidade do Minho, em Portugal, desenvolveu um dispositivo eletrônico capaz de identificar o tipo de sangue em apenas cinco minutos.

O projeto consiste em um equipamento portátil capaz de identificar e classificar o tipo de sangue de um paciente (sistema ABO-Rh), com base em uma análise espectrofotométrica.

Com a tecnologia usada nos dias de hoje, o procedimento demora cerca de 30 minutos. Ao tornar as transfusões sanguíneas mais seguras, o novo equipamento vai permitir salvar vidas em situações de emergência.

O trabalho da investigadora Sara Pimenta, de 23 anos, venceu o primeiro prêmio na categoria de Mestrado do Fraunhofer Portugal Challenge 2012.

No concurso, investigadores e estudantes de universidades portuguesas expuseram ideias inovadoras e de utilidade prática com potencial de mercado.

"Esta distinção foi uma grande surpresa, não esperava passar das três primeiras fases até chegar à final. Espero que esta inovação consiga salvar vidas em casos de emergência, essa foi sempre a minha motivação quando iniciei o projeto", afirma Pimenta, que acaba de iniciar o doutorado na área da eletrônica médica.

O dispositivo continua em desenvolvimento, para integrar, além da identificação do tipo de sangue, outras funcionalidades, como, por exemplo, o teste de confirmação do tipo de sangue que foi identificado.

Fonte: Isaude.net