Saúde Pública
18.10.2012

"Entenda a fratura" é o tema do Dia Mundial da Osteoporose 2012

Relatório divulgado em oito idiomas oferece exemplos de modelos multidisciplinares baseados em cuidados pós-fratura

Foto: IOF
Foto promocional divulgada na capa do relatório que é base da campanha do Dia MUndfial da Osteoporose 2012
Foto promocional divulgada na capa do relatório que é base da campanha do Dia MUndfial da Osteoporose 2012

Um relatório da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF) foi divulgado, em oito idiomas, em comemoração ao Dia Mundial da Osteoporose, que acontece neste sábado (20). O tema da campanha 2012, " Capture the Fracture - A global campaign to break the fragility fracture cycle", define o cenário atual, onde milhões de pacientes permanecem sem diagnóstico e tratamento para osteoporose ou avaliação dos riscos de quedas.

O relatório oferece exemplos de modelos multidisciplinares bem sucedidos, baseados em cuidados pós-fratura, que estão sendo implementados em clínicas e hospitais de todo o mundo. Modelos foram criados para prevenção de fraturas secundárias.

O representante do IOF, Judy Stenmark, disse que "um adulto que sofreu uma fratura por fragilidade (no punho ou vértebras, por exemplo) tem risco duas vezes maior de voltar a fraturar o local. Apesar desta bandeira vermelha levantado contra a osteoporose, indicando o alto risco de fraturas subsequentes, apenas cerca de dois em cada 10 pacientes com fratura são testados ou tratados," completa ele.

A professora Maria Luisa Brandi, presidente da Fondazione Raffaella Becagli(FIRMO), explicou que "fraturas devido à osteoporose são um fardo enorme para a sociedade como um todo, causando sofrimento e incapacidade, com graves consequências a longo prazo para a qualidade de vida do paciente.

Os custos para saúde pública também são outro sério problema. " Somente na Itália, são gastos 1,5 bilhões de euros para o tratamento cirúrgico e a reabilitação de pacientes acima de 65 anos com fratura inicial. Isto não inclui custos adicionais resultantes da deficiência e posterior necessidade de enfermagem cuidados domiciliares, nem chega a contabilizar a grande maioria dos doentes que sofrem de fraturas vertebrais, dos quais 80% nunca chegam à atenção clínica," completa Maria Luisa.

"Qualquer paciente com 50 anos ou mais que tenha experimentado uma primeira fratura deve insistir em testes para a osteoporose. Pedimos também médicos, clínicas, hospitais e autoridades de saúde para trabalhar juntos na implementação dos modelos multidisciplinares, que se mostraram eficazes na redução de fraturas secundárias," comentou o presidente do IOF John Kanis.

Vídeo: IOF
Vídeo da campanha do Dia Mundial da Osteoporose 2012

Acompanhe as posições de autoridades latino americanas sobre a Osteoporose em evento realizado no Brasil

Fonte: Isaude.net