Geral
12.10.2012

Tratamento com Botox ajuda a combater reação alérgica ao pólen

Testes iniciais sugerem que a toxina pode bloquear substâncias químicas liberadas pelo organismo que causam os sintomas irritantes

Foto: Dayse D'Avila
Botox pode ser usado para combater a reação alérgica ao pólen de algumas plantas
Botox pode ser usado para combater a reação alérgica ao pólen de algumas plantas

Cientistas da Austrália descobriram que o Botox pode ser usado para combater a reação alérgica ao pólen, conhecida como febre do feno.

Testes iniciais mostraram que a toxina afeta os nervos no nariz e bloqueia algumas das substâncias químicas liberadas pelas terminações nervosas que desencadeiam os sintomas da doença.

A equipe de pesquisadores do Monash Medical Centre reprojetou a molécula de Botox para ser capaz de penetrar através da pele e também através da mucosa do nariz.

Agora, eles recrutaram 70 pessoas para um ensaio clínico onde eles vão aplicar o Botox em gel no nariz e avaliar sua capacidade de aliviar os sintomas da febre do feno como espirros, coceira nos olhos e coriza por até três meses.

A toxina já foi amplamente utilizada na medicina para reduzir os espasmos nos músculos após derrames e no tratamento de paralisia cerebral.

O Botox, que faz com que os músculos relaxem, é uma forma purificada de uma neurotoxina. Ele é produzido por uma bactéria que causa uma doença que paralisa músculos.

Vacina

Pesquisa publicada no mês passado sugere que o alívio da febre do feno também pode vir na forma de uma injeção. Uma nova vacina que promete alívio duradouro para quem sofre também está sendo desenvolvida.

Cientistas britânicos por trás do projeto dizem que ele pode ajudar a controlar os sintomas das reações alérgicas com várias injeções ao longo de alguns meses.

A nova vacina tem potencial para ser mais eficaz que as atuais, já que utiliza um método que a injeta mais perto da superfície da pele.

Fonte: Isaude.net