Geral
28.09.2012

Estados Unidos aprovam novo tratamento para câncer colorretal avançado

Remédio é indicado para pacientes cuja doença progrediu após tratamento e se espalhou para outras partes do corpo

A Food and Drug Administration dos EUA (FDA) aprovou o medicamento Stivarga (regorafenib) para tratar pacientes com câncer colorretal avançado.

O remédio é indicado para pacientes cuja doença progrediu após tratamento e se espalhou para outras partes do corpo (metástase).

Stivarga é um inibidor quinase que bloqueia várias enzimas que promovem o crescimento do câncer. A droga foi revista sob o programa de prioridade da FDA que fornece uma revisão de seis meses de drogas que oferecem grandes avanços no tratamento ou que fornecem terapia quando não existe uma adequada.

"Stivarga é o tratamento do câncer colorretal mais recente a demonstrar capacidade de prolongar a vida dos pacientes e é a segunda droga aprovada para pacientes com câncer colorretal nos últimos dois meses", afirma Richard Pazdur, da FDA.

A segurança e a eficácia do medicamento foram avaliadas em um estudo clínico de 760 pacientes previamente tratados com câncer colorretal metastático. Os pacientes foram aleatoriamente designados para receber Stivarga ou placebo. Eles receberam o tratamento até que seu câncer tivesse progredido ou os efeitos colaterais tenham se tornado inaceitáveis.

Os resultados mostraram que os pacientes tratados com Stivarga viveram uma média de 6,4 meses, em comparação a uma média de cinco meses nos doentes tratados com placebo. Os resultados também mostraram pacientes tratados com o medicamento sofreram maior retardo no crescimento do tumor.

Os efeitos colaterais mais comuns relatados em pacientes tratados com Stivarga incluem fraqueza ou fadiga, perda de apetite, diarreia, feridas na boca (mucosite), perda de peso, infecção, pressão alta, e mudanças no volume de voz ou de qualidade (disfonia).

De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), o câncer colorretal é o terceiro câncer mais comum em homens e em mulheres e a terceira principal causa de morte nos Estados Unidos. Os Institutos Nacionais de Saúde estima que 143.460 americanos serão diagnosticados com câncer colorretal, e 51.690 morrerão da doença em 2012.

Fonte: Isaude.net