Geral
25.09.2012

Bombeiro Amigo do Peito auxilia mães durante amamentação no Rio

Objetivo do programa é ajudar as mulheres que não estão conseguindo amamentar e incentivar a doação de leite materno

Para auxiliar as lactantes no processo de amamentação, existe em Volta Redonda (RJ), no Hospital São João Batista, o projeto Bombeiro Amigo do Peito. O objetivo do programa é ajudar as mulheres que não estão conseguindo amamentar e incentivar a doação de leite materno.

" Este programa já acontece no Rio de Janeiro (no Instituto Fernandes Figueira) e nós trabalhamos com a instrução e doação de leite humano. O trabalho é feito com as mães que já amamentam, têm leite em excesso e podem doar. Aí a gente faz a capacitação na própria casa da doadora" , explica a cabo Alessandra Sabino do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro e participante do projeto.

Composta por uma coordenadora regional, a capitã Alinhe Cunha, quatro cabos que trabalham na parte efetiva do programa e um motorista, a equipe do Bombeiro Amigo do Peito funciona das 8h às 16h. Para receber o auxílio basta entrar em contato com o projeto. Quem reside em Volta Redonda pode ligar gratuitamente para o SOS Amamentação, pelo número 0800-282-0092. Demais chamadas podem ser feitas para o telefone (24) 3348-9954.

Segundo a cabo Alessandra Sabino, a mãe precisa cumprir alguns requisitos para se tornar uma doadora de leite. Afinal, o leito doado será repassado a crianças da UTI neonatal do Hospital São João Batista, que são prematuras ou não conseguem se alimentar direito no seio materno. " Esta mãe tem que ser saudável, deve ter feito o pré-natal e ter os exames de rotina do pré-natal negativados. Depois de tudo certo, agendamos uma visita e vamos até à casa dessa mãe. Deixamos o material apropriado e esterilizado para a ordenha e explicamos como ela deve tirar e armazenar o leite. Uma vez por semana passamos para buscar" , conta a bombeira. Depois de recolhido na casa da doadora, o leite passa por um processo de análise e pasteurização para ser repassado com segurança.

Fonte: Isaude.net