Saúde Pública
25.09.2012

Nova York disponibiliza pílula do dia seguinte nas escolas públicas

Programa do Departamento de Saúde da cidade é projetado para combater a incidência de gravidez não planejada entre adolescentes

Foto: Divulgação/Tiin
Programa do Departamento de Saúde permite que enfermeiras ecolares forneçam pílulas, a fim de evitar a gravidez após a relação sexual desprotegida
Programa do Departamento de Saúde permite que enfermeiras ecolares forneçam pílulas, a fim de evitar a gravidez após a relação sexual desprotegida

Centenas de estudantes do ensino médio de Nova York já receberam pílulas do dia seguinte desde o lançamento de um programa que fornece a contracepção de emergência através das enfermeiras de instituições de ensino públicas.

Muitas escolas de todo o país já disponibilizam a muitos anos preservativos para os estudantes, mas segundo as autoridades de saúde de Nova York, a cidade é a primeira a fornecer contraceptivos hormonais. As informações são da Reuters.

O programa, que começou em 2011 e agora foi instituído em 13 escolas de ensino médio, permite que as enfermeiras das escolas deem aos alunos pílulas anticoncepcionais de emergência, destinadas a evitar a gravidez após a relação sexual desprotegida ou falha do método contraceptivo, se tomada dentro de 72 horas. Ele também fornece preservativos, pílulas anticoncepcionais e testes de gravidez.

O projeto visa combater o problema da gravidez não planejada entre adolescentes, afirmam as autoridades de saúde.

"Em Nova York, mais de 7 mil mulheres jovens engravidam aos 17 anos, 90% das gestações não são planejadas. Temos o compromisso de tentar novas abordagens, como este programa piloto, para melhorar uma situação que pode ter consequências ao longo da vida", afirma a porta-voz do Departamento de Saúde de Nova York, Alexandra Waldhorn.

Segundo Waldhorn, os pais foram informados do programa desde o início e, em geral, apoiaram o projeto.

As autoridades acreditam que o programa Connecting Adolescents to Comprehensive Healthcare (CATCH) equipa enfermeiras escolares e outros funcionários qualificados a serem responsáveis por fornecer uma informação adequada e assistência médica aos adolescentes.

Fonte: Isaude.net