Geral
13.09.2012

Rio prepara saúde para Copa e Olimpíadas com experiências de Londres

Profissionais de saúde estudam organização das emergências dos hospitais públicos durante as últimas Olimpíadas

Foto: Governo do Rio de Janeiro
Kevin Mackway-Jones, médico responsável pela coordenação das emergências nas Olimpíadas de Londres e idealizador do Protocolo de Manchester de Triagem em Emergências
Kevin Mackway-Jones, médico responsável pela coordenação das emergências nas Olimpíadas de Londres e idealizador do Protocolo de Manchester de Triagem em Emergências

O Rio de Janeiro realizou mais uma etapa da preparação da cidade para atender grandes eventos esportivos. Representantes das cidades-sede da Copa do Mundo 2014, de hospitais da rede pública de saúde do RJ e também dos principais hospitais privados, além de coordenadores das UPAs, entre outros profissionais, se reuniram, nesta semana, para conhecer um pouco sobre a experiência londrina na organização das emergências dos hospitais públicos durante as últimas Olimpíadas.

O médico responsável pela coordenação das emergências nas Olimpíadas de Londres e idealizador do Protocolo de Manchester de Triagem em Emergências, Kevin Mackway-Jones, esteve à frente da conferência " A organização da saúde em grandes eventos Experiência das Olimpíadas de Londres" , promovida pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), em parceria com o Hospital Sírio-Libanês. A conferência foi mediada pelo médico-comentarista de saúde e coordenador médico local para a Copa do Mundo Rio 2014, Luis Fernando Correia, e transmitida através de videoconferência para a sede do Sírio-Libanês em São Paulo e retransmitida pelo hospital para as cidades-sede da Copa e também pela rede Cievs.

"Essa é a primeira vez que saúde pública e privada se organizam de forma conjunta. Faremos outros encontros até 2014. Estamos construindo um plano de contingência juntamente com a Secretaria de Estado de Defesa Civil e com a Secretaria Municipal de Saúde", detalhou o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Côrtes, que apresentou pela primeira vez a estrutura que a SES está criando para receber os grandes eventos que o Rio de Janeiro vai sediar nos próximos anos.

Fonte: Isaude.net