Saúde Pública
10.09.2012

Maranhão registra 34 casos de meningite com cinco mortes pela doença

Última morte ocorreu neste domingo. Casos confirmados estão sob vigilância e seguindo tratamento recomendado pelo MS

Foto: Divulgação
Profissionais de saúde reunidos com população em Sambaíba, cidade do Maranhão onde foram registrados 19 casos de meningite. Morte mais recente ocorreu na zona rural do município neste domingo (9).
Profissionais de saúde reunidos com população em Sambaíba, cidade do Maranhão onde foram registrados 19 casos de meningite. Morte mais recente ocorreu na zona rural do município neste domingo (9).

O Maranhão está investigando a ocorrência de 34 casos de meningite e cinco mortes doença. Técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e do Ministério da Saúde (MS) estão nas regiões onde foram registrados os casos para monitorar as notificações de novas infecções. Segundo a SES, os casos que já foram confirmados estão sob vigilância e fazendo o tratamento recomendado pelo MS com uso de antibióticos.

Até o momento, de acordo com a SES, os casos que estão sendo investigados foram registrados nos municípios de Sambaíba (19), Loreto (07), São Raimundo das Mangabeiras (05), Balsas (02) e Feira Nova (01). A morte mais recente ocorreu na zona rural de Sambaíba, neste domingo (9).

" O Ministério da Saúde constatou que não está caracterizada epidemia na área. São casos isolados, que estão sob vigilância. Todas as medidas necessárias estão sendo tomadas" , disse o subsecretário de Estado de Saúde, José Marcio Leite.

De acordo com ele, a vacinação da população é uma decisão do Ministério da Saúde, tomada somente após a confirmação da ocorrência de epidemia - quando a curva endêmica ultrapassa o limite de 10 casos registrados por município. Segundo o secretário, atualmente, cinco análises do liquo da coluna estão sendo feitas no Laboratório Central (Lacen), em São Luís, para a confirmação de casos suspeitos.

" Seguindo os procedimentos recomendados pelo Ministério, estamos realizando a quimioprofilaxia em pessoas que tiveram contato com pacientes. Hoje, a SES tem um estoque de 10 mil cápsulas e o Governo Federal está providenciando um reforço" , ressaltou ele, acrescentando que técnicos da Superintendência de Epidemiologia da SES continuam na região de Balsas, acompanhando os casos e orientando a população.

Fonte: Isaude.net