Geral
05.09.2012

Identificados três novos genes associados ao desenvolvimento de glaucoma

Resultados podem levar ao diagnóstico precoce da doença e a tratamentos que evitem que ela cause cegueira

Cientistas de Cingapura identificaram três novos genes associados ao desenvolvimento de glaucoma, uma das principais causas de cegueira no mundo.

Os resultados podem levar a uma melhor compreensão da doença e a novos tratamentos no futuro, bem como permitir o diagnóstico precoce.

"Isso fornece mais evidências de que fatores genéticos têm um papel no desenvolvimento do glaucoma e de uma variação da condição conhecida como glaucoma de ângulo fechado primário (PACG)", afirma o pesquisador principal do projeto Aung Tin.

Os pesquisadores do Singapore Eye Research Institute (SERI) lideraram uma equipe internacional para a realização de um estudo genômico de 1.854 casos de glaucoma e 9.608 controles de amostras retiradas na Ásia.

A equipe utilizou a genômica moderna porque ela atua como uma ferramenta que permite dissecar a base de doenças humanas hereditárias comuns.

Eles realizaram experimentos de validação em outros 1.917 casos e 8.943 controles de PACG coletados de seis amostras de todo o mundo. Um total de 1.293 da população de Cingapura com PACG e 8.025 controles foram incluídos neste estudo.

"É muito importante a identificação de três genes que contribuem para o glaucoma de ângulo fechado, uma forma de glaucoma que é particularmente comum em asiáticos. Estes dados são os primeiros passos essenciais para uma melhor compreensão dos eventos moleculares responsáveis por essa doença que pode levar à cegueira", concluem os pesquisadores.

As descobertas foram publicadas na revista Nature Genetics.

Fonte: Isaude.net