Geral
04.09.2012

Nanopartículas de RNA atacam células cancerosas sem prejudicar tecido saudável

Partículas ultra estáveis têm a capacidade de atacar o câncer e as células metastáticas de forma mais direta que a quimioterapia

Foto: UK HealthCare
Peixuan Guo, líder da pesquisa
Peixuan Guo, líder da pesquisa

Cientistas da Universidade de Kentucky, nos EUA, descobriram uma maneira de usar a nanotecnologia de RNA para melhorar o tratamento do câncer.

A técnica, que também pode ser aplicada contra infecções virais, utiliza nanopartículas de RNA para combater células cancerosas sem prejudicar o tecido saudável.

O estudo utiliza o RNA (ácido ribonucléico) como um bloco de construção para a fabricação de nanoestruturas. Utilizando a nanotecnologia de RNA, Peixuan Guo e seus colegas construíram nanopartículas de RNA ultra estáveis para transportar até quatro módulos terapêuticos e de diagnóstico.

As nanopartículas de RNA podem conter pequenos RNA de interferência para silenciar genes, microRNAs para regular a expressão de genes, aptâmero para atacar células cancerosas, ou uma ribozima, que pode catalisar reações químicas.

O estudo demonstrou que a regulação das funções celulares aumentou progressivamente com o aumento do número de módulos funcionais inseridos na nanopartícula.

"Mostramos que é possível produzir nanopartículas de RNA que são altamente estáveis quimicamente e termodinamicamente no tubo de ensaio ou dentro do corpo com um grande potencial como reagentes terapêuticos", afirma Guo.

Segundo os pesquisadores, a nanopartícula têm a capacidade de atacar o câncer e as células metastáticas de forma mais direta com menos efeitos colaterais em comparação com a quimioterapia convencional.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net