Geral
16.08.2012

Funasa realiza levantamento socioambiental em comunidade quilombola de MG

Meta é verificar abastecimento de água potável, banheiros, destino dos resíduos sólidos e outras necessidades da população

Foto: Funasa
Moradores da comunidade de Gorutuba, reconhecida como remanescente de quilombolas
Moradores da comunidade de Gorutuba, reconhecida como remanescente de quilombolas

A comunidade quilombola de Gorutuba, no extremo norte de Minas Gerais, recebe nesta semana a equipe de Educação em Saúde Ambiental da Superintendência Estadual da Funasa em Minas Gerais (Suest/MG). Em parceria com a Prefeitura de Porteirinha e Pai Pedro, os profissionais estão realizando o diagnóstico socioambiental da comunidade, que envolve os municípios de Pai Pedro, Jaíba, Porteirinha, Catuti e Janaúba.

O objetivo do trabalho é levantar as necessidades em relação ao abastecimento de água potável, banheiros, destino dos resíduos sólidos e outras necessidades, para que sejam articuladas parcerias com órgãos, instituições governamentais e a comunidade para que, juntos, busquem soluções viáveis e sustentáveis.

Já foram visitadas as localidades de Açude e Gorgulho, no município de Porteirinha e Taperinha - Pai Pedro. A ação faz parte do projeto Água Para Todos/Brasil sem Miséria.

A região de Goturuba foi reconhecida pela Fundação Cultural dos Palmares em 1º de março de 2004 e publicada no Diário Oficial da União nº43, de 4 de março de 2004, como remanescente das comunidades quilombolas.

Fonte: Isaude.net