Geral
14.08.2012

Ministério da Saúde aplica doses de vitamina A no próximo sábado

Nutriente é necessário para o desenvolvimento da criança e para o bom funcionamento dos olhos. Duas doses devem ser aplicadas

O Ministério da Saúde (MS) vai disponibilizar megadoses de vitamina A para repor deficiências nutricionais em crianças com idades entre 6 meses e 5 anos. A estratégia faz parte da Ação Brasil Carinhoso e a mobilização vai acontecer no próximo sábado (18), conforme anunciou o ministro Alexandre Padilha nesta semana.

O nutriente é essencial para o crescimento e o desenvolvimento saudável da criança e também para o bom funcionamento dos olhos. Ela ajuda a reduzir as chances anemia, diarreia, cegueira, além de prevenir contra a mortalidade infantil. Desde 2005, o Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A ajuda a diminuir a deficiência do nutriente no País, já que cerca de 20% das crianças brasileiras apresentam carência.

Apesar de a vitamina A não ser produzida no organismo e só estar disponível em alimentos, o corpo pode armazenar as porções ingeridas de modo a estabelecer uma reserva. Assim, as crianças devem receber duas doses anuais da vitamina A, com intervalo de seis meses entre uma dose e outra.

Para a campanha, serão priorizados os estados das regiões Norte, Nordeste e as cidades mineiras do Vale do Mucuri e Vale do Jequitinhonha. Ao todo serão 2.434 municípios que receberão as doses da suplementação num primeiro momento. Até o final do ano, todas as demais regiões do país também vão receber as megadoses. Serão incluídos todos os municípios prioritários do Plano Brasil Sem Miséria, além dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI).

Segundo a coordenadora geral de alimentação e nutrição do Departamento de Atenção Básica do MS, Patrícia Jaime, " a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o ministério preconizam a suplementação preventiva com megadoses, porque com a adequada prevenção poderemos reduzir em 24% a mortalidade infantil e até 28% da mortalidade causada por diarreias" , explica.

Fonte: Isaude.net