Saúde Pública
08.08.2012

Secretaria faz alerta sobre riscos do colesterol elevado em restaurante do CE

Objetivo é despertar frequentadores e funcionários para o hábito de incluir frutas e verduras no cardápio diário

No Dia Nacional de Combate ao Colesterol, nesta quarta-feira (8), a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) vai mobilizar frequentadores e funcionários do restaurante que funciona dentro da Sesa, em Fortaleza, para adoção de hábitos de vida saudável. Das 11 às 14 horas, médicos, nutricionistas e educadores em saúde darão orientações sobre o controle das taxas de colesterol no organismo a partir da alimentação saudável. Com o objetivo de despertar para o hábito de incluir frutas e verduras no cardápio diário, o restaurante terá decoração temática. Na saída, após o almoço, cada consumidor receberá uma fruta representando a sobremesa saudável.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e sociedades médicas recomendam ingestão diária de colesterol inferior a 300 mg (miligramas) para a população em geral e menor que 200 mg para pessoas com histórico de doenças cardíacas.

Cerca de 40 milhões de brasileiros têm colesterol alto, mas apenas 200 mil estão em tratamento. O colesterol é um dos principais fatores de risco para doenças do sistema cardiovascular. Os outros são o tabagismo, diabetes, hipertensão e sedentarismo. Atualmente, o colesterol é responsável por quase 8% das mortes causadas por doenças não-transmissíveis, o que representa cerca de 4,5 milhões de pessoas em todo o país.

O colesterol é um tipo de gordura produzida pelo fígado. Ele também está contido em determinados alimentos, como ovos, carnes e derivados de leite. Quando o indivíduo ingere esses alimentos, a taxa de colesterol em seu sangue aumenta. O colesterol é transportado no sangue pelas lipoproteínas. A porção do colesterol LDL (lipoproteína de baixa densidade) transporta o colesterol para o organismo. A porção do colesterol HDL (lipoproteína de alta densidade) remove o colesterol da corrente sanguínea.

Fonte: Isaude.net