Saúde Pública
01.08.2012

RS implanta teste rápido de HIV no pré-natal da Rede Cegonha

Exame oferece resultado em apenas 30 minutos e é realizado por meio de uma única punção na ponta do dedo

Foto: Nândria Oliveira/SES
Diagnóstico e tratamento precoce podem evitar a transmissão ao bebê
Diagnóstico e tratamento precoce podem evitar a transmissão ao bebê

Os municípios de São Leopoldo e Sapucaia do Sul serão os primeiros da Rede Cegonha no Rio Grande do Sul a oferecer o teste rápido de HIV e sífilis durante o pré-natal. A proposta é que o exame seja realizado logo na primeira consulta. Ele oferece resultado em apenas 30 minutos e é realizado por meio de uma única punção na ponta do dedo.

Com o diagnóstico precoce e o tratamento a tempo, as chances da mãe infectar a criança reduzem para menos de 1%. Além disso, quando a testagem na mãe der positivo, o parceiro também poderá fazer a verificação. Os dois municípios serão os pilotos para a implantação do teste, que depois tem prevista a ampliação futura para os mais de 200 municípios gaúchos que aderiram à Rede Cegonha.

Cerca de 90 profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde dos dois municípios - entre médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais, entre outros - começaram, nesta quarta-feira (01), a capacitação oferecida pela Secretaria Estadual da Saúde. A aplicação do teste estará disponível após o término do curso, que acontece até o dia 22 deste mês. Os municípios de São Leopoldo e Sapucaia do Sul atendem, respectivamente, 2,4 mil e 1,2 mil gestantes por ano.

No ano passado, o Rio Grande do Sul registrou, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), 640 casos de crianças com sífilis congênita, que nasceram já contaminadas pelas mães. Em 2011 também foram diagnosticadas 38 crianças menores de 5 anos com AIDS.

Fonte: Isaude.net