Geral
28.07.2012

USP cria software para armazenar banco de dados de doenças genéticas

Novo software de armazenagem será responsável por 80 mil registros de pacientes já atendidos desde 2000

Foto: USP imagens
Pesquisadora extraindo DNA no Laboratório de DNA do Centro de Estudos do Genoma Humano do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (CEGH).
Pesquisadora extraindo DNA no Laboratório de DNA do Centro de Estudos do Genoma Humano do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (CEGH).

O Centro de Estudos do Genoma Humano (CEGH) e o Instituto de Matemática e Estatística (IME), ambos da USP, firmaram parceria para um projeto que, ao longo de cinco anos, desenvolverá um software de armazenagem de dados clínicos e informações genômicas e de testes moleculares realizados em pacientes.

O CEGH possui um dos maiores bancos de dados de doenças genéticas raras do Brasil. Segundo o órgão, cerca de 80 mil pacientes já foram atendidos desde a fundação, em 2000. Até o ano passado, no entanto, as informações estavam dispersas em formatos diferentes, o que dificultava o acesso pelos pesquisadores e consumia tempo.

Já em implementação, o programa facilita o acompanhamento e a seleção de pacientes para as pesquisas sobre doenças genéticas. Agora os pesquisadores têm controle sobre o fluxo de exames clínicos e moleculares realizados pelo Centro.

O CEGH terá nas mãos um dos maiores bancos de dados de doenças genéticas raras da população brasileira, especificamente de doenças neuromusculares, malformações congênitas, de déficit cognitivo, surdez, obesidade de causa genética e doenças de comportamento. Outra função importante será armazenar dados de células-tronco de pacientes com doenças genéticas raras do Brasil, que já contém mais de 300 amostras.

"A partir de agora, o sistema irá evoluir na parte analítica dos dados e na integração das informações existentes com as de células-tronco de pacientes com doenças genéticas raras", diz o professor do IME e coordenador do DATA Group, João Eduardo Ferreira.

Fonte: Isaude.net