Geral
06.07.2012

Falta de exercícios causa mais mortes do que tabagismo, obesidade ou diabetes

Grupo de pesquisadores alerta médicos de que atividade física tem maior influência sobre a saúde do que peso e pressão arterial

Médicos devem perguntar a seus pacientes sobre o quanto eles andam, pois a atividade física é mais importante para a saúde do que o peso e a pressão arterial. A afirmação é de um grupo de pesquisadores do Canadá, dos Estados Unidos e da Austrália, que alertam que a falta exercícios causa mais mortes do que o tabagismo, a obesidade ou o diabetes. Por este motivo, os pesquisadores sugerem que médicos de família questionem seus pacientes sobre hábitos relacionados a práticas de atividades físicas - particularmente sobre o hábito de andar a pé - e mantenham um registro sobre isso.

"Se os pacientes admitem caminhar 30 minutos por dia devem ser incentivados a andar mais. A atividade física é o fator que mais influencia nossa saúde, a prática é muito mais importante do que a nossa pressão arterial ou quantas vezes que respiramos por minuto", diz o pesquisador envolvido no estudo Karim Khan, da Universidade de British Columbia, no Canadá. Para o grupo de pesquisadores a falta de exercícios figura entre as principais causas de muitos casos fatais de câncer e de doenças cardíacas.

"A atividade física afeta todos os sistemas. Não praticar exercícios pode contribuir para uma série de doenças incluindo câncer e diabetes", diz Khan. O pesquisador observa 150 minutos semanais de exercício físico, incluindo caminhada, é o bastante para manutenção da saúde. No entanto, observa que se uma pessoa pratica menos do que isso deve ser encorajada por seu médico a aumentar a carga.

"Baixo nível de atividade física é um maior preditor de mortalidade do que obesidade ou hipertensão, que são fatores de risco à saúde que têm tido grande ênfase na mídia e entre profissionais de saúde", acrescenta.

O grupo de pesquisa sugere que médicos registrem os níveis de prática de atividades de seus pacientes, como fazem com informações sobre temperatura, pressão arterial, pulso e respiração. A recomendação atual é que pessoas pratiquem cerca de duas horas e meia de exercícios por semana - ou 30 minutos de exercício cinco vezes por semana. A prática de atividades físicas está relacionada com a prevenção certos tipos de câncer incluindo câncer de mama e intestino. Além disso, ajuda a fortalecer os ossos, prevenindo fraturas de quadril, que, eventualmente, levam à morte.

Estudo foi publicado na revista The Lancet.

Fonte: Isaude.net