Saúde Pública
27.06.2012

Número de mortes pelo vírus H1N1 ainda é desconhecido, diz OMS

Dados oficiais registram 18,5 mil vítimas fatais, mas segundo agência, muitos países não listaram o vírus como causa de morte

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que ainda não se sabe o número exato de mortes pela gripe A (H1N1). Dados oficiais registram cerca de 18,5 mil vítimas fatais do vírus, mas segundo a agência, muitos países não listaram o vírus como causa de morte.

A OMS afirmou que são necessárias mais pesquisas antes de que se saiba um número preciso. Um estudo, publicado nesta terça-feira (27), na revista especializada "The Lancet", estima que até quinze vezes mais mortes podem ter ocorrido.

A porta-voz da OMS, Fadela Chaib, disse que ainda não se pode afirmar se esse número é real.

Chaib afirmou que a maioria das mortes por H1N1 têm outras causas primárias registradas. Ela acrescentou que especialistas no mundo inteiro, incluindo peritos da OMS, ainda pesquisam o número exato dessas mortes.

Segundo a agência, muitos países simplesmente não listam o vírus como causa de morte em atestados de óbito. Muitos atestados indicam "dificuldades respiratórias".

A pesquisa publicada estima que quase 300 mil pessoas teriam morrido pelo vírus no primeiro ano da doença.

Fonte: ONU