Geral
26.06.2012

No Rio, ações preventivas marcam o Dia Mundial de Combate às Drogas

Iniciativas alertam alunos de duas instituições sobre perigos do álcool e de outras drogas dentro e fora da sala de aula

Para lembrar o Dia Mundial de Combate às Drogas, comemorado nesta terça-feira (26), a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) do Rio de Janeiro apresentou dois projetos para combater o uso de entorpecentes entre os alunos. Para isso, o Serviço Social (Seso) da rede criou o projeto "Ligado na Vida", voltado para as unidades de ensino integrantes da instituição. Já a Escola Técnica Estadual de Saúde (ETES) Herbert Daniel de Souza trabalha com o projeto "Prevenção ao Uso de Álcool e Outras Drogas", direcionado para a comunidade escolar.

O objetivo das iniciativas é mostrar os perigos do uso das substâncias, seja dentro ou fora do ambiente de estudos.

O "Ligado na Vida" existe desde 2008 e visita instituições escolhidas para realizar o trabalho de prevenção com os alunos, além de dar treinamento aos professores e à direção das escolas. Este ano, duas unidades estão sendo trabalhadas semanalmente: o Instituto Superior de Educação do Estado do Rio de Janeiro (Iserj), no Maracanã, e a Escola Técnica Estadual (ETE) Santa Cruz, na Zona Oeste. No projeto, duas especialistas visitam as escolas e têm contato com duas turmas para falar sobre o problema e como se prevenir do uso de entorpecentes, durante palestras com uma hora e meia de duração.

O projeto "Prevenção ao Uso de Álcool e Outras Drogas" é realizado na ETE Herbert Daniel de Souza, em Quintino, na Zona Norte do Rio. O trabalho é voltado à prevenção do uso do álcool pelos alunos da escola, que foi o tipo de droga identificado como a de mais fácil acesso a eles. São promovidas ações durante eventos escolares no decorrer do ano para os cerca de 700 alunos da instituição.

Fonte: Isaude.net