Geral
09.06.2012

Pesquisa torna possível eliminar resistência de bactéria letal a antibióticos

'Armadura' de proteína recém-identificada pode levar a novos antibióticos capazes de eliminar a bactéria Acinetobacter baumannii

Foto: University of Alberta
Brent Weber, Jeremy Iwashkiw e Mario Feldman (da esq. p/ dir.), líder da pesquisa
Brent Weber, Jeremy Iwashkiw e Mario Feldman (da esq. p/ dir.), líder da pesquisa

Cientistas da Universidade de Alberta, no Canadá, descobriram uma maneira de ultrapassar a ' armadura molecular' criada pela bactéria Acinetobacter baumannii para resistir a medicamentos.

A descoberta, publicada na revista PLoS Pathogens, fornece esperança para o desenvolvimento de um antibiótico capaz de eliminar a superbactéria responsável pela morte de centenas de pessoas em hospitais de todo o mundo.

A bactéria, que apareceu pela primeira vez na década de 1970, está relacionada a centenas de mortes em hospitais por ficar retida no ambiente hospitalar e infectar facilmente quem já está doente.

Ao analisar a estrutura molecular da bactéria, o microbiologista Mario Feldmane seus colegas descobriram que a Acinetobacter baumannii tem um mecanismo capaz de cobrir a sua superfície e, assim, evitar a ação do antibiótico. Ela produz uma 'capa protetora' feita de moléculas conhecidas como glicoproteínas.

Para enfraquecer o patógeno, os pesquisadores descobriram que bastaria encontrar um meio de destruir essa armadura molecular.

Segundo eles, se a superbactéria não for capaz de produzir glicoproteínas, ela se torna menos virulenta e não forma biofilme que a protege da ação dos antibióticos.

Os pesquisadores dizem que mais trabalho é necessário para entender como as bactérias produzem essas glicoproteínas. "Estamos esperançosos de que o nosso estudo possa permitir o desenvolvimento futuro de drogas para interromper a produção de glicoproteínas e enfraquecer ou eliminar a blindagem das bactérias aos medicamentos", afirma Feldman.

Fonte: Isaude.net