Geral
28.05.2012

Sergipe mobiliza população em campanha para combater a sífilis na gravidez

Somente em 2012, foram contabilizados 90 casos de bebês recém-nascidos portando a doença em maternidades do estado

Foto: Wellington Barreto/SES
Entrega de panfletoso educativos durante a campanha de mobilização contra a sífilis na gravidez
Entrega de panfletoso educativos durante a campanha de mobilização contra a sífilis na gravidez

A Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe (SES) realizou uma ação, neste domingo (27), na capital, Aracaju, para mobilizar a população na luta contra a sífilis na gravidez. Durante a ação, foram distribuídos panfletos aos pedestres e motoristas, com auxílio de agentes da Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT). Um carro de som também circulou pelo local transmitindo informações sobre a doença e às formas de prevenção.

Somente em 2012, foram contabilizados 90 casos de bebês recém-nascidos portando sífilis congênita em maternidades do estado. Essa variação da doença é adquirida pelo bebê no útero materno, geralmente quando a mãe é portadora da sífilis em estágio primário ou secundário. A doença no recém-nascido pode gerar uma série de deformações físicas, inclusive pode chegar à morte.

"Ainda continua acontecendo uma falha que é a gestante começar o pré-natal com quatro meses de grávida, o parceiro ainda não participa do pré-natal, casais que não usam camisinha durante a gravidez. Então a função e o objetivo dessa campanha é informar sobre a importância do pré-natal logo no início da gestação e a participação do parceiro nesse pré-natal. A doença deixa sérias seqüelas", destacou o gerente do programa de combate às DSTs/Aids da SES, Almir Santana.

Fonte: Isaude.net